Search

Língua com Tomate

Spread the love

A história da Língua com Tomate

 

Eu me mudei para o Brasil em parte por um capricho, cego ou deslumbrado com o amor. Eu acredito que se não tivesse, eu não seria a pessoa que sou hoje, mas deixe-me dizer, não foi fácil. Esta história não é uma reclamação, no entanto. É, ao contrário, um pouco estimulante para expatriados, imigrantes e todos aqueles que se encontram em um local confuso e distante. Uma pequena anedota para comunicar como as pequenas coisas podem acabar com você, mesmo quando você acaba de mergulhar para se mudar para o “paraíso”. No começo foi feliz. No entanto, 6 meses iniciais foram passados ​​por buracos de minhoca. Meu Brasil era uma maçã suculenta, que com bastante frequência estava cheia de abismos de frustração. É melhor começar com o coração leve. Mergulhar devagar com eventos que, retrospetivamente, são risíveis e fazem ótimas histórias para o jantar.

 

Como Começou

 

Começou com os supermercados.

Hoje em dia, uma viagem a um supermercado britânico é algo que escrevo na minha lista de coisas para fazer como turista quando voltar para a Inglaterra. No Brasil, ou pelo menos com os altos preços de Ipanema, os supermercados são buracos fechados, movimentados e ilógicos.

Não é agradável, e menos ainda quando você tem que entregar seu dinheiro suado por castanhas de caju com preço extorsivo.

Vamos começar com as castanhas de caju.

As castanhas de caju, a propósito, são cultivadas no Brasil, se você não soubesse, cada noz é colhida do delicioso caju e coletada no tempo para preencher um desses pequenos pacotes. Eles custam o equivalente a US $ 9 aqui no Brasil, em comparação com US $ 2 no Reino Unido.

De qualquer forma, a castanha de caju é um item de luxo brasileiro, eu superei (mas ou menos).

Voltando ao assunto em mãos, frango é provavelmente o meu quinto amor na vida. Uma vez na universidade, perdi minha bolsa com meu frango KFC (frango frito krunchy, de volta dos tempos de estudante falidos). Depois de uma busca frenética ao redor do centro de Liverpool, a descoberta da minha bolsa sob o frango no meu colo foi uma história de que nunca me liberei.

Meu quarto amor é cozinhar, o que me dá conforto caseiro onde quer que eu vá. Esta é a história da cabeça de galinha.

 

Cabeça de Galinha

 

O dia da cabeça de galinha é aquele que vai ficar comigo por um longo tempo. Você sabia que é mais difícil encontrar um frango sem cabeça em alguns países do que um com cabeça? Quando você mora em um país estrangeiro é imperativo examinar os rótulos, para abraçar as letras pequenas de cada pacote. Na verdade, você não pode simplesmente “dar uma passadinha” no supermercado, porque uma análise cuidadosa é necessária em cada compra.

Eu enfrentei cabeças de galinha batendo, serradas com uma faca cega por causa de um jantar que se aproximava. Tinha ralado sanduíches de atum, bebido xarope de suco não diluído, tinha que desenterrar minhocas de beringelas e acidentalmente cozinhar o saco de plástico cheio das órgãos da galinha, ainda escondido dentro do ave.

Então, quando o Henrique olhou para a carne moída que comprei, e casualmente comentou:

“É interessante que você escolhou a opção de carne de minhocas”,

Sim eu quase chorei do meu erro.

No entanto, no fim esta é uma piada internacional.  Gratamente nós não estávamos quase comendo bolonhês de minhoca… pelo menos eu não posso ir tão errado a ponto de fritar insetos… mas nosso próximo destino poderia ser a China, podem estes enganos continuar!!

 

O Golpe Final

 

Um outro dia fatídico, cerca de dois anos depois, Henrique decidiu preparar o jantar para mim. Foi um dia difícil. Eu havia enfrentado metade da minha turma reclamando com a gerência e uma observação iminente subsequente. A carne que meu namorado me deixou tentar foi mastigável.

Ele me disse que era foca.

Eu fiquei triste.

“Nós não podemos saír matando espécies em perigo, Henrique”.

Piorou.

Ele estava testando as águas. Medindo o meu nível de tolerância.

Era, de verdade, Língua de boi.

Eu quase vomitei.

Eu entendo que as pessoas, que dizer pessoas velhas, podem amar brincar um pouco com a língua, mas eu não. O problema com a mudança para outro país é que você deve ficar atento, meus amigos, porque eles vendem todas as partes do animal. 100 por cento ok, mas se você não quer comer aqueles partes “exóticos,” você não pode baixar a guarda, porque é muito fácil para o seu namorado enganar você através de servir um pouco de língua com tomate em uma noite de quinta-feira.

 

Gostou?

Ler sobre aquela vez quando o meu amor me trouxe uma corda de crustáceos

Write a response

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Footloose Lemon Juice © Copyright 2018. All rights reserved.
Close